sentimento


Precisamos falar sobre término de relacionamento. 4 comentários

Hello Pipol, tudo bem com vocês? Chegou a hora. O momento em que a gente revela as verdades e desnuda a alma. Término de relacionamento é algo que mexe tanto com a gente que não dá pra fugir. O tema vem a tona, a vergonha fala alto, mas os acontecimentos são honestos demais para não serem discutidos. Há duas semanas terminei um relacionamento de 4 anos. Entre tantas tentativas e até mesmo idas e vindas, a racionalidade venceu! Foi bom enquanto durou, mas caminhamos por caminhos diferentes agora.  A primeira coisa que veio a minha mente quando entrei no Uber com […]


Como é amar alguém que tem depressão 4 comentários

Hello Pipol, tudo bem com vocês? As vezes a gente precisa abrir o coração e contar pras pessoas como se sente. Não dá pra engolir tudo como se fossemos responsáveis por carregar o mundo nas costas. É isso que eu vivia dizendo ao namorado com depressão. Quando começamos há 3 anos, eu não imaginava que ele tinha depressão. Afinal, esse não é o tipo de coisa que se conte no primeiro encontro. Mas o tempo passou e comecei a perceber que ele estava passando por uma fase difícil que eu não compreendia. Até que o momento da verdade aconteceu. Ele me […]


Pedaço de Música – Playlist: Das antigas as melhores

Hello Pipol, tudo bem com vocês? Nostalgia é muito engraçado, né? A gente ouve uma música e do nada toda a história por trás vem a tona. Das antigas as melhores coisas. Não quero carregar no peito o sentimento de “era feliz e não sabia” mas sim, celebrar tudo de bom que já me aconteceu até aqui. E não há sensação melhor. Pedaço 5 – Nem sempre falta tanto pro nosso final feliz. Avril Lavigne foi trilha sonora de muitos momentos lindos na vida, e pautou várias descobertas da minha adolescência. Eternamente grata a essa pessoa eternamente jovem. hahahaha’ Pedaço […]


Disseram: a carência é a mãe da roubada 2 comentários

Hello Pipol, tudo bem com vocês?     Esses dias estava de bobeira no twitter, quando uma amiga postou a imagem que diz: “Carência é a mãe da roubada”. Me identifiquei tanto, que decidi escrever pra vocês. Então vamos lá!     Quantas vezes a gente se doa e decepciona? Quantas vezes a gente deposita expectativas em alguém e se frustra? Acho que todo mundo passou por isso um dia, e se não passou ainda, amiga, vai passar, é só aguardar sua vez! (Não quero ser pessimista, mas faz parte da vida).     Aliar diferenças à carência, é pedir […]