moda sustentável


Dica incrível pra quem gosta de sapatos exclusivos!

Hello Pipol. tudo bem com vocês?

Nunca fui o tipo de pessoa que gostasse de seguir os “trends” da moda se isso significasse ter o que todo mundo tem. Desde pequena aprendi a customizar, cortar, remendar, amarrar e mudar o que não me agradasse em uma peça.

Me encontrei ao longo da adolescência nos brechós e bazares da vida, desde então as aventuras ficaram mais ousadas. Pintei alguns tênis e foram sucesso pela proposta diferente do que encontramos por aí. Quem não quer ter uma peça exclusiva?

Mezzaluna di Tricia - Sapatos personalizados - salto de fivela

(mais…)


Porque eu compro em brechó (e os achadinhos que respeitamos) 2 comentários

Hello Pipol, tudo bem com vocês?

Indico a qualquer pessoa que tenha a mente aberta para a moda sustentável: tente um bom brechó! É incrível o tipo de coisa que conseguimos encontrar no meio de algumas bagunças. Nunca se sabe o que esperar de uma pilha de roupas misturadas, e acho que esse é apenas um dos motivos interessantes.

Peças exclusivas, originais, vintage por um precinho cheio de amor. Dá pra acompanhar as tendências e inovar também. Tem pra todos os gostos!

Já que coisa boa a gente compartilha, não poderia deixar de mostrar a vocês alguns achadinhos recentes.

(mais…)


Batalha de looks com peças de brechó 2 comentários

Hello Pipol, tudo bem com vocês?

No final de 2016 eu contei pra vocês sobre o brechó “Só Não Vendo A Mãe“, o primeiro que comprei na vida (ainda tenho a primeira peça que adquiri). E desta vez fui convidada pela Gracy – a dona da loja – para conhecer o novo espaço, que está maior, mais estiloso e super carismático! A parte masculina ganhou um novo destaque e eu juro que as meninas também vão morrer de amor pelas camisas masculinas. NO GENDER RULES!

O brechó ganhou além de um novo endereço, um novo conceito. Mais consciente, a moda sustentável agora é foco. A oportunidade de trazer um novo significado a uma peça em um universo onde a moda se faz cada vez mais rápida, é uma conquista! As sacolas são de papel, os flyers de folha reciclada e cada peça é tratada de forma muito especial, algumas chegam a ser customizadas.

Há um espaço destinado a designers locais e pessoas da comunidade que desejam vender suas criações e desapegos já que o Só Não Vendo A Mãe também trabalha com consignação. A estética negra que muito é valorizada pela Gracy, se faz presente nas bijuterias e acessórios vendidos. É de babar!

A batalha de looks

Escolhi 7 looks completos e fotografei cada um deles. O objetivo é fazer uma batalha de looks e mostrar a vocês um pouco mais sobre o estilo de roupas que o brechó Só Não Vendo A Mãe tem disponível. Assim como os modelos os preços são variáveis. É tudo uma questão de observar e garimpar com amor.

Confira no vídeo o resultado desta batalha!

A gente encontra de tudo um pouco, marcas consagradas no mundo da moda até peças sem etiquetas. Cada uma delas é armazenada com amor e avaliada de acordo com seu valor de mercado.

Por um preço acessível podemos encontrar coisas muito diferentes e cheias de personalidade. É realmente o brechó que recomendo pra quem quer começar a conhecer o mundo do garimpo.

Não podemos nos esquecer que o Só Não Vendo A Mãe também faz vendas online através da página no facebook, então se você não é de Belo Horizonte, corre lá!

O que você achou desta batalha de looks com peças do brechó?

Este post é um publieditorial.

 

 

 

 

 

(mais…)