cotidiano


Estou pronta pra deixar a vida fluir

Hello Pipol, tudo bem com vocês?

Sempre fui daqueles seres ansiosos que quer tudo e quer agora. Mas no fundo sempre acreditei que as coisas aconteceriam quando eu estivesse pronta. E finalmente posso dizer que estou.

Eu sei, nos sentimos preparados a cada passo dado, ainda que uma voz interior nos diga onde realmente estamos. É um trabalho de crescimento constante reconhecer que ainda temos questões a trabalhar até os sonhos encontrarem seu lugar.

Comecei a me sentir pronta quando entendi que não vou ter tudo o que desejar, e que nem sempre meu esforço vai ser suficiente – já que as coisas dependem de vários fatores, inclusive da boa vontade dos outros. Não adianta descabelar por problemas onde solução não está ao meu alcance.

Eu decidi ser mais leve e deixar a vida fluir. Escolhi entender os sinais que a natureza me envia em sua total sabedoria. E não tem sido fácil abrir mão do falso controle que criei. Nunca é fácil acessar a si mesmo e entender onde residem as falhas.

Já faz um tempo que identifiquei a necessidade de paz de espírito, auto controle e aceitação. Entendi quão necessário era abraçar esse processo para então permitir que a vida me presenteasse com sua fluidez.

Apesar da árdua caminhada, digo com o coração aberto que finalmente estou pronta pra deixar a vida fluir.

Créditos: Imagens retiradas do tumblr.

Beeeijos e até a próxima! 😉

 

 

 

 

(mais…)


A vontade de viver uma vida em poucos dias

Hello Pipol, tudo bem com vocês?

Sempre tive o sonho de nunca ter dias iguais. A ansiedade por viver uma vida cheia de experiências me fez encarar situações nada agradáveis. Mas a gente sobrevive a cada uma delas e no fim tem histórias malucas pra contar.

Existem tantas problemáticas dentro disso que minha cabeça começa a girar. Me pergunto: “O que me impede de viver o que sempre sonhei?” E quando a resposta envolve dinheiro, me vejo mais frustrada ainda. Não é possível que as oportunidades girem em torno de TER algo! Mas sim, isso é real.

Talvez esta vida de instagram tenha me feito mal. Vejo as pessoas tendo oportunidades inusitadas e maravilhosas. E porque estas oportunidades não chegam pra mim? O que eu estou fazendo de errado? E cada dia que passa desperta ainda mais o desejo de viver algo parecido.

Anseio por realizar todos os sonhos engavetados: as comidas cheias de novidades e gostos exóticos. O passeio de camelo, helicóptero, de barco ou jangada.

A vontade de viver uma vida em poucos dias

Você é moldado por ver a forma que as outras pessoas enxergam você.

Meu sonho é o vento no rosto, a mochila nas costas e o peito cheio de alegria por poder sair de mim e rezar com os monges budistas. A experiência de pegar um metrô e rodar a Europa inteira sabendo que nela contém os segredos mais profundos de todas as pessoas que passaram por ali. É desbravar o continente africano me ligando aos meus ancestrais e aprendendo sobre tudo o que vem antes de mim e ainda sim corre em meu sangue. 

Tenho vontade de registrar tudo isso em uma câmera fotográfica e revelar depois preenchendo a parede com as memórias que em mim serão eternas. A ausência disto resulta em apenas uma coisa: hoje vivo várias vidas em um curto dia quando um trabalho ou outro me permite.

No paraíso do lado de cá…

Decidi viver tudo o que eu poderia, sem medo do amanhã. Sem planejamento mesmo, pra que eu sentisse pelo menos o gosto de tem vida fluída. Confesso que me cansei de ter que me preparar para cada passo que darei, ponderando as consequências.

Agora, os fins de semanas são inteiramente meus, ocupado de shows que antes não ia por medo da ressaca no dia seguinte. Com os passeios no parque, museus… Entre reuniões, cafés e chop’s descobri que quero ter a mesma disposição dos trabalhos nos momentos de lazer. Sem medo de me magoar, me endividar ou arrepender.

A juventude acontece apenas uma vez e envelhecer com saúde cabe aquele que tem o coração cheio de alegria. Decidi que todo dia é dia e eu serei saudável e de bem com a vida em qualquer idade ou circunstância, porque minha vida em poucos dias estão na vontade de viver algo novo com intensidade e não em quanto dinheiro guardo na carteira.

Créditos: Imagens retiradas do tumblr.

Beeeijos e até a próxima! 😉

Nattany Martins assinatura

 

 

 

 

 

(mais…)


Me ensinaram a depender da aprovação masculina 2 comentários

Não sei quando me ensinaram isso, ou quando essa informação se fixou na minha mente como algo de extrema importância. Mas, eu aprendi a depender da aprovação masculina. Talvez tenha sido a revista destinada a adolescentes, ou antes mesmo, no mundo encantado com as princesas e suas mortes perfeitas enquanto o único sentido de suas vidas era aguardar “o cara” certo chegar para trazer consigo um pouco de sentido a vida daquela donzela disposta a servir.

Eu aprendi que a opinião de um cara a meu respeito valia mais do que eu pensava sobre mim mesma. Ainda não lembro bem o que me convenceu disto, talvez fosse o coral de vozes dizendo repetidamente “você precisa disto”.

Quebrei-me incontáveis vezes diante do processo de me desafiar. Logo que um rapaz me aprovava, o próximo da lista seria o alvo. Um jogo. Um vício. Agradar a alguém que não a si. Se transformar em todas as versões possíveis de si mesma – algo que seria maravilhoso se fosse feito por mim e para mim. Eu tentei agradar de todas as formas desejando ouvir no fim, que eu não era como as outras. Eu era a garota certa! YOU’RE THE ONE!

Me ensinaram a depender da aprovação masculina

Esse auto martírio começou quando eu era nova, muito nova. Se aos 22 anos entendi que passei muito tempo me enganando, imagine… Foram-se anos: onde eu poderia ter dançado sem música mesmo, e ter montado a banda que eu queria. Poderia ter sonhado ainda mais com aquele intercâmbio, dedicado em aprender a tocar guitarra para estremecer os ouvidos dos incomodados…  Eu poderia. E ainda posso. Agradeço a vida por ter me mostrado cedo os livramentos desse fardo pesado.

O tempo passou…

O carinha da banda engravidou uma moça e não assumiu. O bonitão, não conseguia enxergar nada além de si mesmo. Quem te disse que ele enxergaria você? O gringo gente boa, deu no pé quando ouviu o primeiro não.

Mas nesta lista também segue os que se aproveitaram desta doutrina de aprovação e me aprisionaram. Graças a Deus, não por muito tempo. Eu tomei o melhor caminho, certamente guiada pelo anjo da guarda e o conhecimento protetor que viria anos adiante.

Tantos anos sem pesar nenhum dano, para neste lugar entender que nada é por acaso e pra dizer a vocês que nunca é tarde para ser dona de si mesmo.

Créditos: Imagens retiradas do tumblr.

Beeeijos e até a próxima! 😉

 

 

 

 

 

(mais…)


3 sonhos ainda não realizados 2 comentários

Hello Pipol, tudo bem com vocês?

Inspirada no post da Sophia Abrahão  resolvi contar pra vocês meus 3 sonhos ainda não realizados como se fosse uma TAG, sabe? A postagem dela me fez repensar as prioridades e rever as coisas que eu gostaria muito de fazer e ainda não tive oportunidade.

Sabemos que os sonhos movem a gente. Eles fazem nosso mundo ter cor e objetividade. Quando sonhamos nos sentimos vivos e úteis, com uma missão a cumprir no mundo. Esses sonhos podem ser de curto, médio, ou longo prazo. Tudo depende da sua organização e o tamanho do seu sonho.

Ter minha casa

Confesso que sempre fui uma pessoa espaçosa, e isso acontece porque gosto de cada coisa em seu lugar. Otimizar espaço socando tudo em um cantinho nunca foi meu forte. Fico sonhando com o dia em que terei minha casa e poderei colocar a decoração a meu gosto. Sonho com a cor das paredes e os quadros compondo o ambiente, com o chão limpinho e os tapetes… Ainda que simples, vai ser tudo limpinho porque a tia da faxina chegou. Aêeee! – aplausos –

Sei que as coisas são feitas aos poucos, mas não custa nada sonhar, né?

3 sonhos que ainda não realizei

Pensar mais antes de falar

Um defeito que preciso melhorar urgentemente. Acabo falando coisas que não queria para pessoas que não merecem. Isso quando num compartilho coisas íntimas para pessoas que não conhecem minha história! Constantemente tenho a sensação de arrependimento depois de confidenciar algo a alguém. E me sinto mais pressionada porque as pessoas costumam dizer que quando compartilhamos os sonhos, eles não realizam.

Tento me livrar desse peso que as pessoas colocam no tal “recalque”. Repito pra mim mesma todos os dias: “As pessoas só me afetarão com suas más energias se eu permitir.”

3 sonhos que ainda não realizei

Carimbar meu passaporte

Tá aí a ostentação que você respeita! Sempre sonhei em viajar bastante e um passaporte carimbado é o topo da lista de sonhos.

Cada viagem que fiz confirmou essa vontade. As lições que trazemos na bagagem muitas vezes vale mais que as coisas que compramos. Os amigos que fazemos, os lugares que conhecemos, o mundo que enxergamos quando voltamos pra casa… Percebemos finalmente que o mundo é muito mais do que vemos. Nosso mundinho não é nada diante da grandeza da humanidade.

Ainda temos muito o que aprender…

3 sonhos que ainda não realizei

Espero que vocês reflitam sobre seus sonhos e corram atrás do que for possível para realizá-los. Às vezes precisamos de paciência e muita dedicação, enquanto outros sonhos pequenos fazem nosso dia a dia valer mais a pena. De qualquer forma, alimente seu lado sonhador.

Créditos: Imagens retiradas do tumblr.

Beeeijos e até a próxima! 😉

 

 

 

 

 

(mais…)


Os 5 mitos sobre as mulheres mais propagados

Hello Pipol, tudo bem com vocês?

Vamos questionar alguns mitos sobre as mulheres para comemorar o dia Internacional da Mulher em grande estilo. Às vezes as pessoas passam informações adiante que nem sempre são verdadeiras, contribuindo o fortalecimento de esteriótipos machistas, como por exemplo, a ideia de que mulheres não dirigem bem.

Nunca é tarde para questionar, não é mesmo?

(mais…)


Ser divertido é de longe o melhor lado da vida

Hello Pipol, tudo bem com vocês?

Tenho observado a vida por outros aspectos e descobri que ser divertido é de longe o melhor lado da vida. Quero tentar e não me abater com os desafios. Eles vem pra todo mundo (você sabe bem disso). Não quero me deixar levar pelo pessimismo. O desespero corta as asas e nos impede de alçar vôos mais altos.

Sou dessas garotas sonhadoras que nunca se cansa de acreditar no melhor, esperar o melhor, enxergar o melhor em cada pequena situação. Cansei de ver apenas as desvantagens das coisas e acredito que cada momento divertido que plantarmos, por menor que seja, colheremos. Assim são as boas energias, os risos frouxos, o bom humor, a honestidade (com a gente mesmo e com o outro)…

Ninguém perde por ser amável, disposto, cheio de vida. Algumas pessoas de mente pequena acham que podem “tirar vantagem” disso. Mas apenas elas perdem: a oportunidade de ser feliz com a gente. Porque no fim da vida é só isso mesmo; as experiências que temos conta mais que as coisas que acumulamos.

Me divirto me libertando do “e se” que na maioria das vezes só serve pra sufocar as vontades e matar os sonhos. O que busco é algo mais real, mais palpável, mais poético. E olha, não estou disposta a desistir no primeiro empecilho!

Me divirto dedicando-me a enxergar o melhor sempre e a cada tentativa, aprendo algo novo que me faz sorrir largamente no futuro.

E VOCÊ? Tem se divertido com o quê?

Créditos: Foto em destaque retirada do tumblr.

Beeijos e até a próxima! 😉