brechó


Batalha de looks com peças de brechó 2 comentários

Hello Pipol, tudo bem com vocês?

No final de 2016 eu contei pra vocês sobre o brechó “Só Não Vendo A Mãe“, o primeiro que comprei na vida (ainda tenho a primeira peça que adquiri). E desta vez fui convidada pela Gracy – a dona da loja – para conhecer o novo espaço, que está maior, mais estiloso e super carismático! A parte masculina ganhou um novo destaque e eu juro que as meninas também vão morrer de amor pelas camisas masculinas. NO GENDER RULES!

O brechó ganhou além de um novo endereço, um novo conceito. Mais consciente, a moda sustentável agora é foco. A oportunidade de trazer um novo significado a uma peça em um universo onde a moda se faz cada vez mais rápida, é uma conquista! As sacolas são de papel, os flyers de folha reciclada e cada peça é tratada de forma muito especial, algumas chegam a ser customizadas.

Há um espaço destinado a designers locais e pessoas da comunidade que desejam vender suas criações e desapegos já que o Só Não Vendo A Mãe também trabalha com consignação. A estética negra que muito é valorizada pela Gracy, se faz presente nas bijuterias e acessórios vendidos. É de babar!

A batalha de looks

Escolhi 7 looks completos e fotografei cada um deles. O objetivo é fazer uma batalha de looks e mostrar a vocês um pouco mais sobre o estilo de roupas que o brechó Só Não Vendo A Mãe tem disponível. Assim como os modelos os preços são variáveis. É tudo uma questão de observar e garimpar com amor.

Confira no vídeo o resultado desta batalha!

A gente encontra de tudo um pouco, marcas consagradas no mundo da moda até peças sem etiquetas. Cada uma delas é armazenada com amor e avaliada de acordo com seu valor de mercado.

Por um preço acessível podemos encontrar coisas muito diferentes e cheias de personalidade. É realmente o brechó que recomendo pra quem quer começar a conhecer o mundo do garimpo.

Não podemos nos esquecer que o Só Não Vendo A Mãe também faz vendas online através da página no facebook, então se você não é de Belo Horizonte, corre lá!

O que você achou desta batalha de looks com peças do brechó?

Este post é um publieditorial.

 

 

 

 

 

(mais…)


O melhor brechó de BH Só Não Vende A Mãe

Hello Pipol, tudo bem com vocês?

Semana passada aconteceu a reinauguração do meu brechó favorito e eu estive por lá pra conferir como foi.

Antes do brechó reinaugurar, eu tive o privilégio de conversar com a Gracy (dona do brechó) e conhecer um pouco mais da sua história, sobre o brechó, e como trabalhar garimpando roupas mudou a vida dela. Fiquei completamente apaixonada com a força dessa mulher e com o amor genuíno que ela tem com brechós. Me identifiquei bastante!

Por isso é com muita felicidade que anuncio que o Brechó Só Não Vendo A Mãe é a primeira parceria do blog. SIM! Esse é meu primeiro publi 🙂

Já falei em outros posts como sou apaixonada por brechó. Acredito que eles são uma forma democrática de estar na moda sem gastar rios de dinheiro (até porque a moda é cíclica, tudo o que vai, volta.) ser autêntico, consumir moda consciente, reciclar e é super divertido! Comprar roupa parou de ser tortura pra mim quando comecei a comprar em brechós.

Sempre que ia em loja ficava sofrendo por não ter dinheiro suficiente, por nada servir, e vários outros dramas que foram abolidos da minha vida.

Confira como foi a reinauguração do brechó Só Não Vendo A Mãe:

Separei pra mostrar pra vocês alguns looks com roupas de lá.

Looks com peças do brechó Só Não Vendo A Mãe

Se você tinha dúvida que era possível ser linda com roupitchas de brechó, já deu pra mudar de ideia, né?

O short da terceira foto comprei há 4 anos atrás quando conheci o Só Não Vendo A Mãe. Continua sendo meu cintura alta favorito! <3

Esclarecendo que como esse post é um publi, algumas peças eu ganhei, outras eu comprei mesmo 😉

Foi uma satisfação ver a Gracy feliz e o brechó movimentado. Ela disse que não teve uma pessoinha sequer que saiu de lá sem alguma coisa. Também pudera! Com tanta coisa incrível, como resistir?

Meu look para o evento de reinauguração do brechó

Este foi o look que compareci no evento. Um vestido Ellus de cumprimento midi vindo diretamente da Alemanha que me custou apenas R$35,00 golpes. É de morrer de amor, não é mesmo?

Se você você quer começar a garimpar em brechós, consumir moda com mais consciência, eu recomendo SEM DÚVIDAS o Só Não Vendo A Mãe. Ele está localizado no segundo piso da Galeria Praça Sete.

Beeeeijos e até a próxima!

assinatura-01

 


Comprinhas de São Paulo

Hello Pipol, tudo bem com vocês?

Passei 10 dias em São Paulo, apenas curtindo, passeando e conhecendo coisas novas.

Viajar é bom demais né? Nem fui com a intenção de comprar, mas quando a gente menos espera volta com a cidade toda na bolsa.

O post de hoje é pra mostrar as coisas que comprei, das mais bobinhas as mais relevantes ao meu ver.

  • Entre os itens comprados temos:
  • Revista Atrevida
  • Alicate, espátula, lixas, palitinhos, base para unha e esmalte
  • Bolsa
  • Plusa, calça, short de brechó
  • Presente pra família
  • Muambinhas da 25 de Março
  • E muito maaaaais.

Espero que tenham gostado do vídeo. Não se esqueçam de se inscrever no canal e pêrtar o gosteizim pra mim, tá?

Beijos e até a próxima 😉