adolescente


Pedaço de Música: Sandy e Junior 2 comentários

Hello Pipol, tudo bem com vocês?

Lembro da minha infância ter sido cercada por Sandy e Junior. Eles estiveram presente compondo cada trilha sonora das minhas descobertas. Sou muito grata a dupla pelas coisas que aprendi com eles, inclusive a vontade de cantar a plenos pulmões.

Bom… Confesso que acho algumas músicas pouco valorizadas na carreira deles, por isso resolvi contar pra vocês minhas preferidas.

Pedaço 5: Beijo é Bom

O clipe foi gravado no filme O Noviço Rebelde onde eles aprontavam todas e davam bastante trabalho ao DiDi que era responsável por cuidar das crianças.

Gente, parece que foi ontem! Como eu ainda me lembro disso? 😮

(mais…)


Em Algum Lugar Nas Estrelas – Resenha 3 comentários

Hello Pipol, tudo bem com vocês?

Há um tempo atrás fiz um sorteio para comemorar um ano do blog. Escolhi dois livros legais que achei que vocês gostariam de ganhar e também que fossem coerentes com as coisas que conversamos por aqui. Um deles foi Azeitona do Bruno Miranda, o outro foi Em Algum Lugar Nas Estrelas da Clare Vanderpool.

Fiquei tão chocada com a belezura dos livros que acabei ganhando uma versão pra chamar de minha do Em Algum Lugar – vamos chamar assim pra abreviar?

Sinopse

 

O livro conta a história de Jack Baker, um garoto do Maine que se sente um pouco perdido. Seu pai é um militar muito empenhado em sua função, e sua mãe… Bom, sua mãe faleceu. No colégio militar ele conhece Early Auden, que tem um raciocínio nada linear a respeito do número Pi e histórias que os envolvem. Os dois vivem uma grande aventura na trilha Apalache em busca de um urso e encontram mais que procuravam.

Em Algum Lugar Nas Estrelas

A primeira coisa que me chamou a atenção com certeza foi a capa. A questão visual é muito forte e foi pensada para trazer afinidade com o tema a ser tratado, já que muita gente não conhece a respeito de constelações.

Comecei a leitura sem saber o que esperar e no decorrer do livro me surpreendi. A leitura é leve e a interpretação é fácil. A conexão entre os acontecimentos me prenderam do começo ao fim.

Gosto das narrativas infanto juvenis porque elas me fazem sonhar me tirando do lugar e me ensinando suas lições. Sabe aqueles personagens que você vê crescendo ao longo da trama e se apaixona? Foi o que aconteceu comigo!

Em Algum Lugar Nas Estrelas

 

A história…

 

Jack e Early sentem sozinhos e não confiam nas pessoas ao redor. Os garotos são confrontados o tempo todo a respeito do comportamento social e se sentem deslocados no ambiente hostil da escola militar. O momento em que se tornam amigos, é onde tudo começa a acontecer.

Jack se vê em um conflito gerado pelas diferentes lições que aprendeu com seus pais e o seu senso de lealdade e colocado a prova, até mesmo sua forma de enxergar a arte muda.

A amizade dos dois é fortalecida a medida que eles caminham em busca de respostas individuais e encontram oportunidades de se ajudarem mutuamente. Early ensina a Jack de forma sutil confiar em alguém e o surpreende mostrando que seus problemas não eram os únicos no mundo.

 

No inicio de cada capítulo vemos referência a uma constelação que “guia” a narrativa daquele capítulo. Por não conhecer sobre constelações, honestamente, não consegui fazer um ponto de ligação entre a história e as estrelas apresentadas. Mas acho interessante este tipo de mapeamento porque coloca o leitor completamente dentro da história, já que a questão visual ajuda a familiarizar com o que virá e trás o lúdico da situação em que os garotos estão vivendo.

 

Dentro da trama as estrelas tem a importância de guia-los nesta busca por respostas pessoais e aí percebemos que de formas diferentes eles aprenderam a ler as estrelas. Foram elas que os ligaram, que os ensinaram a encontrar o caminho de casa.

Com certeza este é um livro que vou carregar pra vida e a cada releitura encontrarei algo diferente. Se você também gosta de histórias de aventura que trazem grandes lições, você vai amar este livro!

Beeeijos e até a próxima! 😉

 

 

 

 

 

(mais…)